A Escola Secundária do Bairro de Kijabe está localizada no submunicípio de Naivasha, pertencente ao Município de Nakuru, na região do Vale do Rift, no Quénia. Foi aí que uma equipa de formadores da AJAN orientou uma formação para 170 apaixonados estudantes na 6ª f., dia 7 de junho de 2019. Três professores da escola também participaram nas sessões.
A sensibilização quanto ao HIV e à SIDA ocorreu na sequência de um pedido especial apresentado à AJAN por parte do departamento de orientação e aconselhamento da escola. Incluiu estudantes do 8º ao 10º anos.
Os tópicos tratados, Sou uma criatura muito amada de Deus e As cinco dimensões da pessoa humana, foram retirados dos Módulos A e B do Manual AHAPPY. A este propósito, as temáticas das Doenças Sexualmente Transmissíveis e do HIV/SIDA foram exaustivamente abordadas. O encontro, de um dia de duração, focou-se nestas áreas temáticas por terem sido especificamente pedidas pela escola.
Para que os estudantes participassem ativamente, a sessão abarcou debates em grupo, um período de perguntas e respostas e o visionamento de filmes educativos. Decorreu desde as 10h da manhã até às 16h45m. Tal como é a prática habitual da AJAN ao colaborar com outras instituições, o responsável pelo departamento de orientação e aconselhamento desempenhou também um papel de relevo.
Reações
A direção da escola solicitou à AJAN a realização de formações similares no futuro de forma a continuar a capacitar os estudantes para serem líderes nos seus diversos domínios e na sociedade em geral. Os estudantes exprimiram também o desejo de aprender mais.
De facto, o vice-diretor sublinhou que a formação ministrada pela AJAN é absolutamente única, afirmando que seria fantástico poder ter uma por semestre. Os colegas docentes acrescentaram ter-se tratado de um exercício muito especial na escola e que seria do seu agrado realizar estas formações com regularidade; ao mesmo tempo, asseguraram aos estudantes que quaisquer questões que não tivessem sido colocadas ou não tivessem obtido resposta seriam objeto do prosseguimento da aprendizagem das questões relativas ao HIV, de ensino por parte dos professores e de sessões similares no futuro. Trata-se de um processo contínuo. Exprimiram um grande interesse pelo programa e concordaram em assumir o compromisso de desenvolver uma plataforma que envolva os seus estudantes nas oportunidades oferecidas pelo calendário escolar para orientação e aconselhamento.
Mais especificamente, o responsável pelo departamento de orientação e aconselhamento comprometeu-se em dar prioridade à realização de sessões de orientação para os estudantes seguindo os módulos AHAPPY. A AJAN entregou cinco Manuais AHAPPY à escola para a realização de formações organizadas localmente para os estudantes. Com efeito, o desenvolvimento de capacidades é um objetivo primordial para a AJAN.

Leave a Reply

error: contact communication@ajan.africa for this content